Monday, June 05, 2006

COISAS QUE EU NEM SEI



Sentimentos que nem sei.
E o que dizer das coisas que fazemos e ninguém nunca fará, nunca entenderá.

Sentimento que sinto.
E o que dizer das risadas soltas que só ecoam nos nossos ouvidos.

Sentimento que carrego.
E o que dizer das lembranças sempre lúcidas, recentes...
E o que dizer deste sentimento que embaraça mesmo, tendo intimidade, sentimos aquela falta de coragem para não magoar.

Tudo tem explicação, para nós.
Tudo tem razão, conosco.
É mais do que mágico, mais do que sublime, mais, mais, mais é......muito mais.
As nossas canções têm outro som, porque desvendamos nelas as nossas próprias vontades.

Já notaram que nossas luas são mais brilhantes, que nossas estrelas tornam-se mais próximas, que nosso sol aquece mais... porque aquilo que nos une, ao mesmo tempo, consome nossos limites.

E a vontade de sair gritando, dizendo pra todo mundo nossas coisas...mas, de que adianta se o grito vem do coração, íntimo, suave e único...

O olhar se perde, mas dentro um do outro, nossas “janelas” têm cortinas leves, esvoaçantes, permissivas.

Nada se explica nisso tudo, mas nós insistimos, em nossos momentos filosóficos, em tentar explicar o brilho, as cores, as brisas, os encantos.

Como? Se tudo é só sentimento, se nós somos assim:
Puros, recheados dessa coisa que nem nós sabemos o que é, só sentimos e fica um nó perene no peito. Vontade de desvendar.

Que seja eterno!

No comments:

A ESSÊNCIA DA ALMA

Ela disse: -É tão mais fácil ser mau do que ser bom. A gente sofre menos. Parei e refleti, mesmo já querendo dar a minha opinião formad...