Saturday, August 28, 2010

ALLAYNE DE MUITAS ROSAS

Vamos começar com um passeio pelo Universo em busca de algo absolutamente diferente e especial.

Vamos pressupor que o mundo está carente de gente verdadeira, de gente firme e sensível ao mesmo tempo.

Vamos viajar no pensamento e montar a cena de viver ao lado de alguém muito dedicado, muito concerne.

Vamos gente, vamos tentar achar uma figura ímpar, ávida por conhecimento, amorosa e autêntica ( isso mesmo AUTÊNTICA).

Vamos voar e buscar no ar,
Vamos nadar e vasculhar caminhando na areia mar,
Vamos nos molhar debaixo de uma cachoeira com fundo de pedras,
Vamos observar do alto de uma colina ou na calma de uma campina.

Procurem, me ajudem pode ser em encruzilhadas, matas, jardins, rios, montes e cascatas.
Olhem pro céu...estrelas....branca lua...sol radiante.

Talvez caminhando na areia, catando conchas do mar.



Pois bem é tanto lugar é tanto mar é tanto perfume exalado....
Lamento mas sinto dizer que o destino me trouxe bem aqui, quase como um resgate Allayne.

Minha doce, dura, resignada, chorona e emocionante Allayne.

Uma muralha incansável que às vezes desmonta mas tem um poder absurdo de reconstrução.

Muitas rosas, Muito Rosa, desejo que as ondas do mar te resgatem sempre das matas, dos rios, dos montes e te tragam sempre pra perto de mim.

No comments:

DE REPENTE 51

De repente 51.. Não, não foi de repente. Foram todos, um a um construídos com a determinação que quem sempre soube o que veio fazer nesse...