Tuesday, September 13, 2011

CIÇA, QUE BELEZA!

E aí eu te vi vestida nessa beleza estonteante, de sorriso puríssimo e meigo, a toda prova.
Então eu te vi menina linda, desfilando charme e esbanjando simpatia.
Só depois de me recobrar do transe eu pude perceber o que essa beleza mascarava...
Uma emoção sem fim, uma disponibilidade absurda, uma preocupação com o mundo.
Você é inegavelmente linda mas, acima de tudo, é essa criação divina e perfeita que me faz vê-la cada vez mais bela.
Você, Cissa é a poesia materializada e só quem te conhece sabe por que te amamos cada vez mais.
Da sua emoção brota a sua magia.
Você consegue ser meiga e forte e, melhor, passa isso para todos e, muito mais que a beleza externa eu consigo ver a virtude.
E, sabe qual é o seu maior mérito? Aquele que eu amo perceber em você? É não se preocupar em evidenciar a sua beleza pois ela própria existe, e ela própria se manifesta nos seus atos tão verdadeiros.
Amo estar com você e poder admirar toda a sua construção, perceber que você é uma formação, junção de todo o belo.
Eu te vejo tão pouco, tão menos do que eu gostaria mas é só eu lembrar de uma beleza simples, e mais nada, que tenho tudo o que Deus fez de melhor.
A todo momento, sempre comigo.

No comments:

LEMBRANÇA

Basta uma lembrança, esse estímulo da alma. Basta um único olhar cuidador para que tudo venha à tona. E aí percebe-se que não basta existi...