Friday, April 26, 2013

CARTA AOS MEUS AMORES LUCIARA E PATY

Luciara & Paty Negra

Da forma que conduzi minha vida eu aprendi a amar.
Da maneira como fui me entregando eu recebi amor.

E foi passeando entre seres e quereres que eu fui descobrindo o formato para meu ser.

Na trilha, no meu formato, minha escolha eu trouxe, deixei, recuperei, abandonei, busquei.

Tudo necessário, nem que fosse naquele momento,
Mas tudo tão intenso que nem sei explicar.
E o que é intenso fica, de alguma forma marca e nos ensina.

Deus me deu um coração que ama e que transborda.
Coração que me trai, me engana, me excita, me alegra e me orgulha.

E nessa distribuição frequente eu me vi recebendo tanto, e percebi que quando eu abraço, sou abraçado também, quando sorrio é porque alguém sorriu ou vai sorrir depois de mim.

Tenho tanta certeza de que meu coração é forte porque ao contrário não suportaria essa emoção que escolhi viver.

Da guerra à paz em um batimento só, sem falsetes e sequer tempo para respirar.

Se tudo em mim é estímulo é porque deixei fluir.
A magia só toma forma quando se vive o encanto.

No comments:

DE REPENTE 51

De repente 51.. Não, não foi de repente. Foram todos, um a um construídos com a determinação que quem sempre soube o que veio fazer nesse...