Sunday, April 14, 2013

O SANTUÁRIO DO SILÊNCIO

O silêncio é reconfortante, é a forma mais pura de entrar em contato com o que você quiser.

Estar em silêncio é recolher-se no seu "eu"e ditar as regras mais íntimas.

É onde você encontra sua verdade, seu espaço e seu momento.
O silêncio também é palavra singular é mais que olhar, é contemplar.

Silenciar-se... acalmar o coração e chegar à alma aflita, carente de equilíbrio.

E acalmar a alma é um ato também de perdoar-se, de entender que a vida que nos foi dada é para viver com base nela, na essência de ser, sem complicar, sem mistificar o óbvio.

O silêncio é um amigo que não te trai porque é a conexão individual sem interferências, é uma maneira sensível de se desnudar.

No silêncio podemos encontrar, descobrir e, portanto, escolher sem obrigações externas o que verdadeiramente gostamos.

No mais íntimo silêncio praticamos nossas escolhas, lavamos nossas decepções e escolhemos qual o melhor sentido para agir.

Buscar o silênio na música, na leitura ou seja na dinâmica de qualquer coisa que nos faz conectar-se com nossas entranhas é aquecer uma ternuna que é só nossa.

Silêncio íntimo, magia do que gostamos, alegria de poder confessar a si mesmo e de prender-se aos seus próprios anseios, tornando-se ,muitas vezes, a melhor decisão.

No comments:

A ESSÊNCIA DA ALMA

Ela disse: -É tão mais fácil ser mau do que ser bom. A gente sofre menos. Parei e refleti, mesmo já querendo dar a minha opinião formad...