Sunday, September 29, 2013

A SUTIL DIFERENÇA

Fazer A diferença é trabalhar com otimismo os recursos que se tem.
Fazer a diferença é mover-se com suavidade dentro de um mundo construído e disponível.
Não há necessidade de situações inventivas nem de fantasias inatingíveis.
Todos nós conduzimos um dom que recebemos e basta sentir o movimento interno para poder transpor. 
A diferença está na sutileza de estar disponível a sentir esses movimentos. 
A tratativa é simples : É necessário inteirar-se do mundo que criou e que deseja viver.
 Fazer a diferença é acreditar no seu potencial e no potencial do “outro” que existe em você e que, juntos podem transformar as situações mais simplistas em momentos de êxtase. 
Não necessariamente diferenciar-se, basta fazer diferente na simplicidade que todo ser carrega.
Pensar em um mundo só de sonhos não traduz diferenciar-se. 
A diferença é real, física ou mental, é a sensação de puro poder quando se diferencia. 
Diferenciar-se em situações é melhor do que comparar-se a pessoas. 
Situações diversas não têm concorrência e abre portas para todos entrarem. 
Nada nesse mundo se move sem um estímulo. Se a folha de uma árvore caiu é porque algo a estimulou, seja o vento, a chuva ou uma mão impiedosa que a arrancou. 
O movimento é seu, a energia é você quem libera e aí as possibilidades de mudança são infinitas. 
Toda vez que você faz a diferença o benefício atinge tantos outros que, por algum motivo, não a geraram internamente.

Wednesday, September 18, 2013

CHEGADAS E PARTIDAS


Não importa se você vai ou vem,

O que realmente importa são os braços estendidos em cada chegada e igualmente solidários nas despedidas.

Não importa se você só vai porque o aconchego de quem te recebe supre a ausência do que ficou...

E se você só volta, existem braços que um dia incentivaram a ida de alguém.

Sempre há um momento extremo, sempre há alguém partindo e nem por isso sendo privado de abraços sinceros.

E que nossa vida seja sim um vai e vem de situações adversas, de braços estendidos, de carinhos doados, de beijos desinteressados.

Porque o que realmente importa e ir sem precisar separar-se dos braços que ficaram e saber que um abraço te espera logo alí,  na chegada.

Sunday, September 15, 2013

SIMPLESMENTE SER

Se eu pudesse expressar eu diria que não sei...

Seu embalo me levou ao leito da paz e da proeminência ao mesmo tempo.

De encontros e aconchegos, do acalanto à vibração...

Sei sim que tocar é simplesmente ar, simplesmente sentir.
E sei que projetar é vibrar pelo conseguir, na mais perfeita harmonia do viver intensamente.

Você me traduz a simplicidade de lembrar.

Tuesday, September 10, 2013

LIA SOPHIA

Eu te vi menina, inquieta.
Eu me reconheci também menino, levado pela sua inquietude.
E tudo girava ao seu redor como se tudo fosse possível.
E ,juntando pedaços, chutando barreiras, amando sem fim, você foi seguindo...
Das mais simples demonstrações de amizade, tudo ia se unindo.
E, no  instante em que percebemos você resplandeceu e nos deixou aqui fascinados e orgulhosos.
Quero sempre poder me render aos seus primeiros encantos, às notas mais fortuitas e aos momentos mais febris...
Eu quero poder sempre te abraçar e dizer-te que lembro e sempre lembrarei das canções nos bares, do quanto me emocionou na minha despedida...
Quero te dizer que sempre foi meu orgulho, independente da altura do voo.
Quero poder sempre te dizer que sua doce voz independe do seu canto, pois ela me vem misturada com sua risada.
Quero dizer que tantas vezes chorei, emocionado, sentindo que um dia eu ia te repartir com o mundo, quase numa profecia.
Quero te dizer minha amiga que tudo o que nos envolveu e nos envolve traduz a presença e a falta de amigos queridos. E que isso seja um acalanto para todos nós.
Um banquinho, um lenço vermelho e um violão... e tudo PELOS ARES.
Inesquecível presença na minha vida, saudade terei sempre, amor é pra quem sabe sentir.
Amo-te pela história que representa na minha vida, em lembranças, presentes e projeções.

Friday, September 06, 2013

QUE ASSIM SEJA

Que todas as nossa palavras sejam o reflexo da nossa alma.

Que a luz que nos inunda seja revelada brilhante e que tudo clareie.

Que nossos sentimentos se manifestem puros e verdadeiros e assim acalentem os movimentos bruscos.

Que a nossa oração seja verdadeiramente vinda do coração e que pulse no compasso da fé.

Que sejamos instrumentos do bem, da paz e que consigamos renascer sempre.

Que permitamos a incursão por mundos diferentes, vidas a serem compartilhadas, no conjunto do ser.

Que a sabedoria nos invada na medida do conhecer,  para repartir.

Que não percamos a sensibilidade de conviver com todos, nas suas formas e dizeres.

E que a nossa infinita capacidade de acreditar seja o que nos norteie e nos eleve.

Que a nossa responsabilidade seja assumida sem os temores do julgamento,e assim possamos, livres, alcançar nosso íntimo e silenciar, ouvir a voz interna e ser feliz para poder espalhar. E que assim seja a vida que escolhemos e que nos propusemos a viver.

E que por fim saibamos reconhecer que temos em nossas mãos o destino, essa avalanche de possibilidades de mudar, crescer e multiplicar.

DE REPENTE 51

De repente 51.. Não, não foi de repente. Foram todos, um a um construídos com a determinação que quem sempre soube o que veio fazer nesse...