Monday, July 28, 2014

PÉROLAS MIÚDAS

São as pequenas gentilezas que me encantam.
Aquelas assim que são próprias do ser gentil.
Aquilo que se recebe com o carinho de quem sabe o que faz.

Pequenas gentilezas são momentos eternizados em gestos simples e cuidadosos.

E elas vem de pessoas nem sempre íntimas, mas próximas da nossa necessidade de sermos acariciados.

Tem a sutileza que conforta e o respeito que afaga nosso íntimo.

São atos  naturais que ultrapassam qualquer ensaio e que nos transformam, pouco a pouco.

E é como se dessem um alento meio a tanta individualidade e egoismo.

Alegram a nossa alma, pequenas gentilezas...
Rápidos sorrisos de apoio,
Atenção ao nosso assunto,
Oferecer lugar,
O discreto elogio,
O passo atrás para permitir a sua vez,
O bombom anônimo na gaveta...

Porque assim é, porque assim se chama gentileza, a gentil leveza de encantar, acalmar e trazer uma eterna lembrança feliz.

E não é coincidência aproximarem-se os amantes do dar e receber modestos carinhos...
Isso são duas vontades que fazem questão de se encontrarem nessa, e em quantas vidas forem privilegiados.
Mão estendida ao oferecer, mente aberta a receber e que não falte a discrição necessária.





No comments:

DE REPENTE 51

De repente 51.. Não, não foi de repente. Foram todos, um a um construídos com a determinação que quem sempre soube o que veio fazer nesse...