Wednesday, October 22, 2014

ELEGÂNCIA NUA

Vejo uma mulher vestindo roupas de grife, joias caras, penteado impecável, maquiagem da moda e equilibrando-se com maestria em saltos altíssimos,sugerindo uma perfeita elegância visual.

Da mesma forma se apresenta um homem em terno caríssimo, gravata de seda importada, sapatos de verniz e o mais cobiçado relógio no punho, sugerindo a mesma atraente elegância.

Há, em ambos, um"quê' de fragilidade e insuficiência, como máscara a disfarçar uma enorme cicatriz que perdurará pela vida toda. 

Tão elegantes poderiam estar se, aliados, à vitrine estivessem preocupados com o espelho interior, aquele reflexo que mostra que a elegância é irmã da gentileza, do falar cuidadoso e do respeito a seres de todas as espécies.
Mais elegantes estariam, além de serem cabides de grife se soubessem honrar as oportunidades que tiveram para adquirí-las.
Elegantes notáveis seriam se prestassem atenção que o mundo precisa, sim, de pessoas preocupadas com o outro, com a continuidade dos sentimentos com os quais esse mundo foi criado.

Outro homem e outra mulher menos preocupados com o julgamento dos demais, desfilam suas elegâncias no uso de palavras mágicas, de gestos compensadores e pequenas delicadezas.

Elegância não tem formato. É de alma que estamos falando!

No comments:

OS 3 PODERES

São Três: Uma subiu meteoricamente a qualquer custo. Outra desistiu de tudo e afundou-se em situações depressivas. E há aquela que ficou...