Wednesday, August 26, 2015

FUNDO DO POÇO

Chegar ao fundo do poço não é uma tarefa fácil, para isso você tem que se desprender de tudo o que acredita, abandonar sua fé, suas esperanças, seu planos e seus anseios. 
Precisa abandonar o seu primeiro amor: o amor próprio.

Chegar ao fundo do poço não é simplesmente largar-se e deixar cair o corpo inerte. O caminho da descida é uma escolha bem difícil.

Mas se chegou até lá, saiba que poço não tem porão, ele tem um fim e sua chegada é dura.
Para alguns é um chão frio e compacto. 
Para outros é um limite, piso com uma mola pronta a ser ativada.

Momento de se recobrar, se recompor e de enfrentar-se.
o fundo do poço tem paredes com espelho que refletem o tempo todo a sua verdade, os seus medos e os motivos que o levaram ate lá.

Levante-se e pule, faça a mola agir  te levar para cima novamente.
Supere-se e saiba que aquela escuridão não lhe pertence, que ela existe para fazer com que valorizes mais a luz.
Olhe para cima e veja o facho brilhante que te espera, com novas perspectivas, com novos sonhos e a incrível oportunidade de recomeçar tudo de novo, tudo novo.
Basta um pulo mas para isso primeiro você precisa levantar-se, olhar no espelho e ver a sua subida como uma vitória pessoal.

O caminho de volta pode ser bem rápido, depende do impulso que você dá e da vontade que tem para sair daquele buraco que não foi feito pra você.

E quando o impulso te levar novamente para o alto, aí você vai ver o quanto é prazeroso ter a oportunidade de enxergar diferente, de perceber o que te fez cair e o que te fez voltar.

Lá no alto você vai perceber que as coisas mais simples são as que tem mantêm vivo e feliz.
E também vai perceber que sentimentos ruins são criados por nós mesmos e que o que é criado internamente, é lá que deve ser resolvido.

E, finalmente, percebe que precisa de muito esforço para cair e um só movimento para voltar.



Wednesday, August 19, 2015

MINHA COLEÇÃO

Felizmente tenho colecionado ótimas amizades, muitos 
momentos de carinho, sábios ensinamentos e também lições preciosas nessa vida.

Mas não posso dizer que não sou assediado por maus humores, vaidades excessivas, egocentrismos e apedrejamento de gente que não sabe a que veio.


Mas meu jeito de agradecer à minha vida recebida, valorizando cada gota do bem me faz esquecer, quase que simultaneamente, o que não me deixa feliz.


Para isso não uso nenhum truque, só me deixo pender para o lado mais leve, divertido e harmônico das pessoas.


E se não é isso que realmente fomos destinados a fazer, quero pela primeira vez, insistir veemente no erro.

Thursday, August 13, 2015

FRIDAMENTE GLAIDE

Nem tanto pelas cores mas pelo colorido que emana de ti.
nem tanto pelas flores mas pelo perfume que me trazes.
Nem tanto pelos balangandãs mas pela riqueza da sua essência.

Nem Frida.
Então, me Cahlo.


E pelo meu caminho eu sigo encontrando gente que me evolui, me edifica e me faz tão bem.

E isso você faz com maestria ímpar.
Traz o aconchego na lembrança enquanto eu junto tanto amor espalhado pelo caminho.

E toda diferença que eu possa encontrar entre as pessoas, o que te difere é esse semblante, essa beleza no olhar, essa singeleza de tentar encontrar sempre o melhor de tudo e de todos.

E nem precisamos de tantos encontros assim, o que precisamos é essa intensa felicidade de quando estamos juntos.

E eu te vejo mulher caída, levantada. Forte e reconstruída. Meiga e perspicaz.

Há nisso tudo o que chamo de essência pois é impossível não te definir assim: essencialmente vivida, mexida pelo tempo, levada de lembranças. Inteira.

Impossível é não te trazer à lembrança quando meus olhos encontram vibrantes cores, cheiros inigualáveis, risadas soltas, fome de viver.

Impossível não querer te aconchegar no meu abraço quando me assalta o pensamento na sua molecagem de menina consequente.

Impossível te definir dentre tantos atributos que o Criador montou em um só ser.

Impossível não sorrir com essa sensação que me preenche. Amizade com tanto amor.


Saturday, August 01, 2015

DOUBLE MIRIAN

É de sede que falamos, não é de secura.
É de necessidade de hidratar a alma, o espírito e o coração.

É de pura vontade de irrigar e fazer florescer, não o que já morreu mas o que gerou semente.
E o que foi, virou passado. Está passado, 

Minha querida, há uma forma sutil de viver, sem tentar reviver o tempo todo.
Há sempre uma necessidade, essa sede, essa ânsia que só é saciada quando estamos juntos e unidos pelo amor.

E o amor em ti permanece, nunca morre. Pode até se recolher para devidas curas íntimas, mas nunca some, porque o amor não é matéria, não é objeto. O amor não é, o amor se instala transparente.

E nós só conseguimos extrair a essência desse amor quando carregamos nossas emoções mais singelas, nossos momentos que não precisam ser os tão felizes. Quando ouvimos o eco das risadas.

Não importa o quanto você levanta ou cai, não importam as lágrimas derramadas, as noites sem sono, os pesadelos com olhos abertos.
O que importa é que a vida esta ávida, que as lágrimas serão extrato das suas emoções e que os sonhos vem dos desejos emanados.

Só me bastaria um abraço que matasse a sede mútua que sentimos.
Só me bastaria o seu olhar que me afaga a alma.
Só me bastaria o meigo sorriso de lábios comprimidos que tanto te traduz.

E saiba que pedidos são ordens para quem te quer bem, te ter ber, te ver bem.

A ESSÊNCIA DA ALMA

Ela disse: -É tão mais fácil ser mau do que ser bom. A gente sofre menos. Parei e refleti, mesmo já querendo dar a minha opinião formad...