Monday, December 19, 2016

VIDA

Primeiro ela chegou toda reclamando da “vida” , como se estivesse emaranhada em pensamentos roubados.
Depois ela despejou todo seu rancor na “vida”, mesmo sem saber exatamente qual era o alvo.
Então, sem se dar conta, foi desfilando frustrações ao seu redor, contaminando o seu próprio mundinho, criando um lugar lamacento onde ela mesma teria que atravessar.
E sem ter a mínima ideia sobre o sentido “vida”, foi deixando para trás o que só ela poderia fazer. 
Foi soltando tanto veneno que matou toda “vida” disponível em sua volta.
E por fim, esqueceu-se de que a simplicidade pode ser uma arma para aqueles que não conseguem enxergá-la.
Vida, minha nobre alma, vida é tudo o que está aí disponível  à sua visão ou tato. Vida é o estado de ser, não é complemento, é possibilidade de tocar com as mãos, com a alma.
Não se culpa a vida por aquilo que ela não foi destinada a nos dar. Vida simplesmente existe e quem faz dela um espelho deve estar preparado para receber o reflexo.

Tuesday, September 27, 2016

O BRILHO DA NEGRA

Só o teu olhar já me ascende a alma.

O brilho dos teus olhos é reflexo na minha emoção interior.
Tens facilmente perceptível a bondade implícita, a coragem de se emocionar , a ausência do medo de expor-se diante da dureza que o mundo insiste em imprimir.

O teu brilho não é instantâneo para um encanto passageiro, não é conveniência só quando o íntimo grita.
O teu brilho é como as estrelas que brilham todos os dias porque sua essência é brilhar.

O teu brilho nos olhos provêm da pureza de se ser assim, atento e responsável por um mundo mais humano.

O teu brilho nos olhos está no teu amor despretensioso, não é lânguido, não é instigador... é sereno, é brisa, é garoa mansa.

O teu mundo é brilhante por natureza sem filtros e sem maquiagens, brilhando por brilhar e sempre a me encantar .
Parabéns minha negra . Amo-te.

Saturday, September 10, 2016

UMA VIDA INTEIRA

Tantas coisas que eu quero te contar meu irmão.
Daquele nosso jeito de conversar, daquele seu jeito de prestar atenção e se interessar pelas minhas coisas.
Naqueles lugares que a gente gostava de sentar, livres e descomprometidos onde a prosa rolava solta.
Sabe, meu irmão, eu nunca lhe disse, mas sinto tanto a sua falta desde que você partiu que chego a te materializar para afagar esse meu sentimento.

Tantas coisas aconteceram desde que você nos deixou.
Tantos momentos em que precisávamos da sua presença, dos seus conselhos e da sua alegria.
Mas como nós bem sabemos, presença é o que vive. Vive na lembrança no sentimento, acreditando na sequência da vida.
Mas eu quero te falar que te sinto nos meus momentos e dizer que me suportei tantas vezes pensando no que você diria das minhas escolhas.
Saiba, meu irmão, que meu mundo ficou mais vazio, menos colorido, menos inspirador mas eu junto todas as fontes da minha fé e me recupero rapidamente para tê-lo sempre comigo.
Olha, eu passei por algumas dificuldades, momentos meus, sabe aqueles problemas que podem ser coisa da nossa cabeça, mas são problemas e eu tirei de letra.
Tive tantos momentos felizes também e em todos eles eu me projetava em você, vibrando e comemorando sempre.
Eu tive, mano, decepções, daquelas que me cortaram a carne, que me fizeram chorar e ao mesmo tempo refletir e crescer.
Fui a lugares novos, conheci pessoas interessantes, gente do bem e agreguei-as à minha vida.
|Ah, sabe aquele assunto sobre o qual sempre falávamos? Pois é, aprendi mais do que nunca a não querer quem não me quer e me " desencostar" daqueles que me querem somente como arrimo.
Cozinhei muito, inventei pratos novos e aí sim eu te sentia, ali sentando me observando, orgulhoso, bebendo seu uísque e aguardando o jantar.
Já cheguei até a comprar comida diet, pois tinha acostumado a vê-las nas prateleiras dos supermercados quando ia comprá-las para você.
Ontem comi costela assada...ahhhh isso é só nosso.
Aprendi a comer filé a parmegiana somente nos lugares que você gostava e descartava as batatas fritas.
E das tantas coisas que você me presenteou, aquela garrafa de uísque ( que eu escolhi) está intacta.
Meus amigos sempre lembram de você, lembramos histórias e encontros. Lembra de todos? Tantos né?
E sabe o que mais? Eu sento no seu lugar no balcão da churrasqueira da casa da mamãe e faço tipo que comando todos. Só pra você não fazer tanta falta irmão... só por isso.
No mais está tudo igual, estamos bem, estamos com saudades, estamos unidos como você sempre desejou e me pediu.
Só tem uma coisa que me mata... Hoje mesmo vendi um carro igualzinho àquele que você sempre quis e não deu tempo.

Thursday, September 01, 2016

DÍVIDA DO CONSCIENTE

E chega o momento em que o reflexo se mostra como dívida do consciente.

E o muro que separa a verdade da hipocrisia é superado, derrubado e tudo expõe.

Tuesday, August 30, 2016

NEM BOM NEM MAU

Não devemos separar com tanta precisão os heróis dos vilões cada qual de um lado como se fossem experiências de química.

Não há gente completamente boa nem completamente má, está tudo misturado.


Às vezes a gente melhora. Mas passa ...


E que interessa o castigo ou o prêmio?

Tudo muda tanto que a pessoa que pecou na véspera já não é a mesma a ser punida no dia seguinte.

Monday, August 29, 2016

POBREZA DE ESPÍRITO

Não existe espírito pobre.

Nem o espírito, nem a pobreza merecem ser colocados no seu esconderijo.

AMAR-SE

Não adianta nada "aceitar-se" se não se amar.

Aceitar-se é assumir que não teve forças para mudar.


Amar-se é acreditar que fez tudo e hoje é reflexo do que viveu, com suas rugas, cicatrizes e brilho nos olhos.

Tuesday, August 23, 2016

TUDO É VOLTA

Gosto de proporcionar alegria, de estar disponível e de ser pessoa para ajudar sempre.

Gosto de receber carinho, ajuda e disponibilidade.


Sei que tudo é volta, não importa o tempo, não importa a distância, pois sentimento voa, sentimento acolhe e reúne.

Saturday, August 20, 2016

TUDO NA SUA HORA

Se uma folha cai da árvore é porque tem uma função.

Seja para ensinar a árvore a agasalhar-se de outra maneira ou para cair e adubar a terra para que a mesma árvore tenha seu alimento e cresça forte.


Todos tem seu objetivo.


Compreendê-los é nossa função.

Não basta reclamar e permitir que sua folha voe tão longe que não faça mais parte do objetivo.

Thursday, August 18, 2016

RECOMEÇAR

O recomeço não é fácil, vem aquela sensação de que não deu certo, de que não soubemos suportar o que havíamos programado para nós.

Mas o recomeço tem uma coisa boa: A oportunidade de fazer diferente, analisando tudo o que não deu certo.


E se há intenção de recomeçar é porque sabemos que vale a pena tentar novamente.


O importante é revisar os alicerces para que a estrutura se mantenha em pé.

Tuesday, August 16, 2016

AMANHECEU

Amanheceu e eu tenho a oportunidade de fazer um dia novo, de repensar ontem, tirar lições e coloca-las em prática porque tenho em minhas mãos uma folha em branco.

E vou escrever com caneta, pois não pretendo apagar nada.



Se eu rasurar, pois bem, quando voltar a ler essa página um dia e ver que desisti de algumas coisas que não me faziam bem.

Monday, August 08, 2016

AO SEU LADO

Quando decidi ficar ao seu lado, eu imaginava as alegrias e dificuldades.

Quando decidi que queria caminhar junto, sabia que tinha que ser inteiro e que estando ao seu lado não seríamos duas metades mas dois inteiros.

Queria, dessa forma, que a caminhada fosse longa, um suportando o outro, carregando se fosse preciso, chorando, rindo e evoluindo.
E assim, cantaríamos, dançaríamos, tropeçaríamos, sempre juntos.


Propus que ao meu lado sempre estariam aqueles que aceitassem todo sentimento que fosse puro, amigo e recíproco, na intensidade que decidiríamos, sempre juntos.
Mas se algum dia você decidir sair do meu lado poderá ficar atrás, então eu seguirei sozinho. Poderá avançar e ficar à frente então seguirás o seu caminho.

E quando não estiver mais ao meu lado nada mais poderei fazer além de ficar triste.
E a minha tristeza sabe bem como conduzir os desgarrados.


SENTIMENTOS CRIADOS

Na crença de que o mundo foi criado e planejado para se viver uma vida plena, podemos acreditar que alguns sentimentos, simplesmente, foram criados pelo homem.

Medo é falta de coragem, perturbação é falta de tranquilidade, ódio é falta de amor.
O puro nos foi dado, o restante criado para justificar o discurso que alguns tem de achar que fazer o errado é mais fácil.


Diga-me: Não é mais fácil amar do que odiar? Alegrar do que entristecer?
Então pare com a hipocrisia reversa e comece a fazer a lição de ( dentro de) casa.

Saturday, August 06, 2016

UMA VIDA SEM DeslizAR

Sou daqueles que vivem com o essencial.
Não lembro, mas sei que estava louco para sair do ventre da minha Rainha e respirar o AR desse mundo.

E assim foi o meu primeiro contato com o lugar que eu escolhi viver - respirando.

E a partir daquele momento tudo girou em torno do AR.
O AR me trazia o perfume da minha mãe e eu me aconchegava.
Era pelo AR que eu " pegava" aquelas gripes que tinham o lado bom de ser cuidado com mais atenção.
E então os ARES mudavam, outras idades, novos descobrimentos, escolas diferentes.
O prazer de andar de bicicleta ou jogar futebol no campimho vinha de sentir o AR balançando os cabelos e batendo no rosto.
Crescendo fui percebendo que tinha de ter um AR de desconfiança, que nem tudo era como na infância, que alguns tinham um AR agressivo ou mudavam com a direção do vento.
Então chegou a hora de novos ARES, de mudar, de sentir perfumes em outros lugares.
Descobri que o AR condicionado seria meu grande amigo nas minhas incursões por terras quentes e tropicais.
Fui flagrado sentindo-me sem AR por paixões arrebatadoras e quando entendi, escolhi quem seria meu AR a respirar.
Junto com meu crescimento fui sentindo ARES pesados e tornei-me perito em dissolvê-los.
Em um momento eu parei de respirar porque me faltou AR e então fui apresentado à respiração artificial que salvou a minha vida.
Então parei, analisei e conclui que todos as manhãs temos a oportunidade de encher um balão com AR e esvaziá-lo durante nosso dia, espalhando-o em forma de energia à nossa volta.
Interiorizei que brisa é AR, vento é AR, tempestade é AR, que o mAR me traz o mais puro.
E sem me preocupar com os demais, assumo um AR de felicidade que me é próprio e que me fortalece, sabendo que quando me faltar o AR, sem ele, é dele tudo o que eu vou levAR, de uma vida que vivi para amAR, confraternizAR, doAR, ajudAR, emocionAR, alimentAR, reverenciAR....

SABEDORIA DA ALMA

Sábio é aquele que reconsidera, que sabe 

admitir as suas falhas mesmo sabendo 

que isso não é unilateral.

Sábio é quem dá um drible no rancor, 

sabendo que isso envenena o seu íntimo.

Sábio mesmo é aquele que sorri apesar de


tudo, que se doa apesar de tudo com a 

consciência de que, que só pode servir quem

 se preparou para tal.

Wednesday, July 20, 2016

APRENDE QUEM ESTÁ ATENTO - PURO AMOR

Ela tinha, talvez, todos os motivos para estar triste, mas não estava.
Talvez tivesse o direito de estar revoltada, mas não estava.

Com sua visível deficiência física afagava, ao seu jeito, a mão do filho que aparentava aproximadamente 50 anos e com sinais severos de deficiência mental.

Ele tinha, talvez, todos os motivos para ser triste, mas não é.
Talvez tivesse o direito de revoltar-se, mas não.

Em suas mãos grandes e calejadas recebia o carinho caloroso de quem, com certeza, mais lhe importava.

E daquele cenário transbordava um amor sem fim, descomprometido, desmedido.
Era só amor.
E me invadia.
E me fez feliz.
E me fez acreditar na pureza.
E nada mais me importava.
Nem os meus olhos marejados que me impediam de levantar-me e seguir o meu rumo.
O que valia naquele momento era a cena mais linda que se pode vivenciar.
Puro amor.
Mas só aprende quem está atento.


Wednesday, July 13, 2016

APRENDE QUEM ESTÁ ATENTO - A VERGONHA DE SER BOM

Eu a vi na Praça  de Alimentação de um Shopping.
Uma adolescente como tantas, almoçando com suas colegas, vestindo uniforme escolar com o blusão amarrado na cintura.

Lili ria e desfrutava da agradável companhia das amigas e, notoriamente, baixava o tom de voz para trocar confidëncias naturais da idade.

Assim que terminaram a refeição, todas levantaram-se ao mesmo tempo como se tivessem algo muito importante a fazer logo após.

Foi nesse momento que percebi que todas eram muito parecidas, física e comportamentalmente. Não fosse por um gesto.

Enquanto as meninas levavam seus pratos ao balcão, onde mais tarde seriam retirados, uma senhora aproximou-se, andando com certa dificuldade e tropeçou, deixando cair seu prato.

O barulho chamou a atenção de grande parte das pessoas próximas, então Lili, sem pestanejar, abaixou-se para aquela senhora que naquele momento já estava muito constrangida.

E nesse instante as amigas de Lili começaram a rir da situação e  daquela senhora que naquele momento já estava visivelmente constrangida, envergonhada e sem saber o que fazer.

Então de repente, não mais que de repente algo tirou o meu fölego...
Lili arrependeu-se do seu começado ato, levantou-se e deixou ali, sozinha, aquela mulher a quem havia se prestado a ajudar, deixando-se contaminar pela decisão dos outros.

Saiu rindo, acompanhando as amigas e sentindo-se parte integrante daquele meio.

Naquele momento, em algum lugar, ( eu sei) um esforço ruiu, uma dedicação morreu, um sonho de ajudar a fazer um mundo melhor se apagou.

Naquele momento desintegrou-se uma parte de alguém que ( eu sei) aprendeu a ser diferente, a respeitar e lutar por um mundo mais humano.

Então o orgulho de ser bom, vestiu-se de vergonha.
A emoção coletiva se desnudou bem ali, fazendo com que o que seria uma beleza exposta, se tornasse orgulho inverso de alguns poucos envergonhados por ter a possibilidade de fazer o bem.

E ficou, no silëncio daquele momento, a imagem da faxineira levantando aquela senhora que aos prantos tentava desculpar-se por ter vivido todos esses anos dignamente e, provavelmente, só queria conviver alguns momentos naquela comunidade que notoriamente insistia em expulsá-la.

Essa vergonha é prima-irmã do ultraje e da desonra.
Essa vergonha é um insulto, como se amor fosse sinönimo de fraqueza.

Tuesday, June 07, 2016

A IMPORTANCIA DO SENTIMENTO

Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou de alguém que gosta muito?
Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto, e não se imaginou lá com alguém...
Quantas vezes você estava do lado de alguém, e sua cabeça não estava ali?
Alguma vez você já se arrependeu de algo que falou dois segundos depois de ter falado?
E aquela música que você não gosta de ouvir porque lembra algo ou alguém que você quer esquecer mas não consegue?
Não teve aquele dia em que tudo deu errado, mas que no finzinho aconteceu algo maravilhoso?
E aquele dia em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou tudo?
Você já chorou porque lembrou de alguém que amava e não pode dizer isso para essa pessoa?
Para essas perguntas existem muitas respostas.

Mas o importante sobre elas não é a resposta em si...
Mas sim o sentimento...
Todos nós amamos, erramos ou julgamos mal.
Todos nós já fizemos uma coisa quando o coração mandava fazer outra.
Nem tudo sai como planejamos portanto, uma coisa é certa...
Não continue pensando em suas fraquezas e erros, faça tudo que puder para ser feliz hoje!
Não deite com mágoas no coração.
Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz!
E comece com você mesmo!!!

Tuesday, April 12, 2016

ANDO EM BUSCA

Ando em busca de braços que saibam envolver, que saibam abraçar na medida dos seus sentimentos verdadeiros.
Ando em busca de abraços que, de tão verdadeiros, possam vir de braços envoltos pela vontade querer bem.

Ando levando, também, os meus braços em busca de disponibilidade a receber um abraço, com vontade de sentir essa bem querência.

Ando querendo que os abraços estejam por aí, em qualquer lugar, ao alcance de quem precisa, à mão dos necessitados, direcionados a quem quer que seja merecedor desse carinho.

Ando e, por vezes, paro a observar que nem sempre braços abertos são símbolo de aconchego, eles podem estar simplesmente se defendendo da fata de um abraço.

Paro e observo, na esperança de voltar a andar, que o que sucede um abraço é uma alegria instalada pelo ato, mas o que o precede nem sempre tem o mesmo valor.

Ando em busca desses apertos com braços que desatem os nós da humanidade e dos homens que se apertam com o passar das idades.

Mais do que um afago, abraço é uma troca.
No lugar de: "me dá um abraço", que tal "vamos trocar abraços"?

Friday, April 08, 2016

HISTÓRIA PRA CONTAR

Ele estava emocionado pois comemorava seu aniversário longe dos seus.

Ela chega e pergunta: - Por que estás chorando?

- Ah! Fiquei sozinho, todos se foram.

Então ela, emocionada disse: - A vida é assim, alguns vão, outros ficam.

- Mas por que alguns ficam?

- Para contar história, disse, tentando alegrá-lo. - Alguns ficam para contar a história.

Então continuou, animada:
- Sabe, eu venho de uma grande família e toda vez que nos encontramos, acendemos uma fogueira e ficamos em volta contando histórias. Certa vez meu pai contou que teve que tirar a minha mãe de dentro de um buraco do tatu, pois ela fugia dele.

Ele, envolvido com a temática, perguntou:
- Tirou do buraco e depois o que aconteceu?

Ela:
- Estão juntos há 30 anos !

Ele:
- E isso é uma história de amor?

Ela:
- É uma história !

Wednesday, April 06, 2016

MEU LUGAR

Então eu vou buscando aqui e acolá exemplos, forças, ensinamentos, carinhos, versos e prosas .

E sabe de uma coisa?

Encontro tudo e transformo em um pacote para devolução e agradecimento.

Preparando o Universo para se tornar a minha casa.

Tuesday, April 05, 2016

FALANDO SOBRE FELICIDADE

Conversando com ela, desabafei:
- Ando tão cansado, parece que tenho muitas camadas de mim mesmo a me envolver.

Então ela virou-se e disse, olhando nos meu olhos:
- Então dispa-se.

- Como? São muitas camadas, não tenho forças. - Reclamei

Ainda falando ela desviou o olhar, virou-se e continuou o que estava fazendo.
- Isso tudo é consequência da forma que você decidiu viver, acumulando coisas, guardando rancores, lamentando-se e perdendo tempo. 
Todas essas coisas acumuladas transformaram-se nessa carapaça que te envolve, entristecendo sua alma.

- Então ajude-me, o que posso fazer?

Quase que num sobressalto ela colocou-se parada na minha frente e fixou  seu olhar nas minhas entranhas.
- Primeiro decida que quer mudar, depois assuma que tudo o que se acumula em você é fruto das suas escolhas.
Dispa-se das suas amarguras, dos velados desejos de vingança e abra-se, não para um novo mundo, para retomar a sua vida.
Perceba a vida que recebeu, alegre-se com o privilégio de estar vivo e poder fazer sempre algo a melhorar as coisas.

Lute, não contra mas a favor do processo de se refazer e só assim conseguirá enxergar-se de verdade.

E por fim, decida ser feliz todos os dias, com o que tem, sem dispensar bons sentimentos, sem boicotar a alegria, sem viver a vida que os outros querem que você viva.

O quarto estava escuro, todas as janelas fechadas e percebi que apesar da maneira enfática com que ela me colocou as palavras, tudo foi em sussurros...

Já aliviado, pé ante pé, fui saindo do seu esconderijo,com a paz instalada em minh'alma, balbuciei:

- Até breve Anne



Saturday, March 19, 2016

FALANDO SOBRE DECISÕES

Ele me disse:
- Vamos comigo à uma viagem fantástica

Animado eu perguntei: - Para onde vamos?

- Vamos conhecer um lugar lindo ainda desconhecido.

Mas e onde fica? Como sabe que é lindo se ainda não o conhece?

Foi então que olhei em seus olhos e vi refletido na sua pupila o lugar que ele quera me mostrar.

Em silêncio eu fiquei e entrei na sua viagem de obstinação, percebendo e sentindo toda a magia do querer, do acreditar e do ser visionário que ali estava com um suave sorriso nos lábios.

Foi então que ele arrematou:

- Sentiu?

Então a brisa bateu no meu rosto suave como a proposta e eu me entreguei como um menino que escorrega em um tobogã.

Concordando mutuamente e com uma intensa alegria enfrentamos o mar ainda calmo. Ele passou o braço pelos meus ombros e disse:

- Tenha um coração decidido, Tenha uma visão de futuro apaixonada. Trace uma rota que seu destino será certo.
- Sigamos Santa Maria ! Bradou.

E eu naquele momento assumi as rédeas da minha vida e  com o coração decido aprendi que o único curso é adiante e que a única esperança é progredir.

Salve, salve Colombo !

Thursday, March 10, 2016

FALANDO DE SONHOS

Entrei no "escritório" dele e observei várias prateleiras cobrindo as paredes com muitos objetos alocados. casas, carros, carrinhos de bebê, jóias, livros, diplomas, terra.
Então perguntei:

- O que são essas coisas todas nas prateleiras? 

Ele com sua voz costumeiramente calma me respondeu:
- São sonhos acumulados.

- Sonhos acumulados? o que isso significa?

Então seus olhos se anuviaram numa repentina tristeza e murmurou:
- São desejos que as pessoas sonharam um dia e por algum motivo acabaram desistindo deles.

- E por que eles ficam aqui guardados?

Ele levantou-se da cadeira e disse:
- Quando as pessoas sonham com alguma coisa é como se essas coisas se materializassem de alguma forma, geradas pelas suas expectativas. 
Quando elas desistem desses sonhos eles ficam aqui sob minha guarda, esperando que elas sonhem novamente, que retomem a vontade, que renovem os seus desejos.

Atônito eu balbuciei:
- E se elas não sonharem mais com essas coisas?

Com os olhos brilhantes ele disse:
- Os sonhos não mudam! De alguma forma uma casa pode transformar-se em um carro, um diploma em um bebê, jóias em uma viagem.

- É verdade Gabriel. Obrigado.

E assim ele levantou-se e caminhou para abrir a porta para mim, chacoalhando suas asas.

Tuesday, March 08, 2016

MINHA NEGRITUDE

Eu tenho a sua cor, sua tez, seu tom.
Eu tenho sua voz, seus gritos, seus sussurros.
Eu tenho seus pensamentos, sua inquietude, sua lucidez.
Eu tenho seus sonhos, sua angústias, quero estar nas suas vitórias.

Então eu brado, reverencio e desmistifico a sua cor, sua tez, o seu tom.

Esqueço de mim e me revelo em você.
Sinto o cheio ora da camélia, ora da fumaça, ora do café forte.
Meu semblante toma a sua seriedade, a sua dor, o seu pavor. Às vezes um sorriso, uma gargalhada oculta.

Trago em mim a sua força, física, resignada, arrependida.
Assumo os seus afazeres e tropeço em uma distante história que é revelada.

Rezo, peço e agradeço em seu nome, pelas nossas crenças, através dos nossos sons.

Alto, baixo ou meramente pronunciado lentamente nossos sons são únicos.
Por dentro ou por fora diferenciando-me nas diferenças eu me trato igual como gostaríamos que fosse.

E então eu me toco e sinto a verdade na pele, na cor e na inquietude de ter a carne rasgada como se o sangue derramado tivesse outra cor.
De pele,
De olhos,
De mentira.

Monday, March 07, 2016

FALANDO COM ELE

Então, algemado, ele disse:
- Respeite a minha história.
Eu :
- Sim, respeito, mas e a sequência dela?
Ele:
- E as coisas boas que eu fiz?
Eu:
- Sim, e a sequência delas?

Sabe, não vivamos somente do passado.
Caráter não é qualidade. É pré-requisito.
Caráter é atemporal, ou faz parte de você, ou não faz.
Caráter é diferente de ética. Ética é o que você faz quando todos estão vendo. Caráter é o que você você faz quando ninguém esta vendo.
Caráter não é como um filme que fez sucesso e todas as vezes que você o assiste, ele continua sendo um clássico, emocionando e encantando.
Caráter tem que ter sequência, renovação dos seus votos a todo instante.

Então, um tanto permissivo ele disse:
- E se eu voltar a ter caráter?

Eu:
- Não deixe a sombra do teu presente escurecer o que ainda resta de dignidade.

Ele,  finalmente baixou a cabeça e disse:
- Queria poder voltar ao passado.


Eu, embargado:
- Quando se escurece o presente com a traição ao passado, resta somente assumir o escárnio dos sentimentos: Acovardar-se.Sim, isso é a melhor coisa a se fazer no momento.




Wednesday, February 17, 2016

MEU MEDO, NOSSO MEDO E A ATITUDE

Se o medo de mergulhar é mais forte do que a vontade de vencer, não adianta molhar os pés.
O medo nada mais é do que estar suscitado pela consciência do perigo.
Pois bem, talvez mergulhar não seja a única alternativa para ter sucesso em algo.
Não é o mergulho que fará a diferença,mas sim estar banhado da água.
Então que tal retirar a água e banhar-se por inteiro?

Não é atirando-se de um precipício que se aprende a voar, e  talvez não haja a necessidade de voar como pássaros. 
Pode-se voar com os pés no chão e a cabeça buscando o céu.

O medo pode ser uma defesa e mais: um alerta, o corpo em ameaça.
Não é do medo que devemos fugir, é da nossa falta de capacidade instalada de acreditar que só existe um tipo de superação.

O medo é um sentimento particular. Cada um tem o seu. Cada um reage de uma maneira.
E sem buscar profundas definições, aprendi que medo não se supera sozinho, precisa de ajuda e pode ser a sua.

Não torne-se obediente ao medo, mas sim da sua vontade.

Seja o detetive da sua vida, teste o medo!




Tuesday, February 16, 2016

DIFERENTES METADES

Incansavelmente ele procurou  a "metade da sua laranja".
- Encontrei! disse ele.

Então casou-se, orgulhoso do resultado da sua caça. 
Feliz, pois não era mais uma metade, apenas.

E com o tempo o fogo da paixão foi se abrandando e com esse diminuto vieram as diferenças.

-Isso é natural em um relacionamento! Precisamos ajustar as coisas. Comentou...

Mas os ajustes tornaram-se forçosos planos de restabelecimento porque, com tardia maturidade, ele descobriu que a outra metade não era a metade da sua laranja.

E ao invés de casar-se com uma laranja inteira procurou uma metade, sendo uma também. 
Tudo foi pela metade, era a metade de cada, que não formava uma laranja inteira.

Então, atônito, constatou que nenhuma laranja no mundo é igual a outra e assim também não são suas metades e então se deu conta que casou-se com uma laranja inteira, própria com suas duas metades que se encaixavam perfeitamente.

Deu-se conta de que foram duas laranjas inteiras que casaram, cada qual com suas sementes, seus sucos, seus gomos; únicos, hereditários e cheios de historia.

E assim aprendeu a respeitar o outro por inteiro, formando um casal de duas laranjas.
E por fim percebeu que cada um carrega sua individualidade e que cada laranja tem casca própria a ser desnudada sem a necessidade do corte.

Monday, February 15, 2016

ETIQUETAS

Pode parecer bobagem mas vejo etiquetas desbotarem sem que sequer as pessoas leiam suas instruções.

A falta de postura, de comportamento, de gentileza e até de civilidade, joga a polidez no lixo.


A etiqueta, assim como as das roupas exige que sejam seguidas para que os tecidos, os comportamentos e as relações durem mais.


A temperatura errada queima ao passar.
O alvejante mancha peças escuras.
E o sol em excesso desbota.


Seguir as etiquetas é simples, basta ter carinho, suavidade e
 atenção.
Não coloque todo mundo na mesma máquina!

Thursday, February 11, 2016

SORRI

Sorri quando te vi chegar, quis você toda pra mim e sabia que uma linda história se iniciava ali.
E eu não queria mais nada além de viver perto de ti.
E foi então que tudo foi se fazendo felicidade e amor e eu não pensei e joguei o coração na frente.
E Tudo o que nos uniu ainda vive em nós, na terra fértil que cultivamos e então sempre brota uma flor para alegrar nossos dias. Uma para cada um.
E o meu presente tem olhos no passado feliz que você me fez viver e querer sempre mais nas nossas canções.
E se nossa construção é de amor, é nele que me edifico todos os dias.
E tudo o que foi, sempre será nas minhas mais particulares lembranças.
E hoje eu sorri novamente...


DO PÓ NÃO VIVERÁS

Ele foi se enfronhando na superficialidade.
Foi enveredando, talvez, pelo lado mais fácil da escolha.
E assim foi seguindo seus dias com a rasa tendência de quem se contenta com o pó dourado da superficialidade.
Certo de suas escolhas foi saboreando tudo o que o momento, e tão somente o momento, lhe dava.
E sem pensar em fazer planos, foi vivendo como se não houvesse o amanhã.

E sem perceber foi trilhando e deixando um legado seco de história e consequentemente um futuro sem qualquer sabor.
E sem olhar para trás não percebeu que, por  só viver o momento, não permitiu que no caminho trilhado crescesse qualquer vida.

Antes tivesse contentado-se com migalhas, que essas sim se consegue juntar, fazer bolinhos cada vez maiores, unindo-os aos outros já feitos.
Mas contentou-se com o pó que apesar de brilhante basta uma leve brisa para voar e encontrar outro que também não tem interesse na construção.

E sem dar vida à sua vida brincou de fazê-la apenas um substantivo.

Sunday, February 07, 2016

O Comportamento Elegante

Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.

É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado.

É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto.

É uma elegância desobrigada.

É possível detecta-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam, nas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.

É possível detecta-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas, nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros.

É possível detecta-la em pessoas pontuais.
Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.
Oferecer flores é sempre elegante.

É elegante você fazer algo por alguém e este alguém jamais saber disso...

É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro.

É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais.

É elegante o silêncio, diante de uma rejeição.

Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto.

Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo.

É elegante a gentileza...
Atitudes gentis, falam mais que mil imagens
Abrir a porta para alguém... é muito elegante
Dar o lugar para alguém sentar... é muito elegante.
Sorrir sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma...
Olhar nos olhos ao conversar é essencialmente elegante.
Pode-se tentar capturar esta delicadeza pela observação,
Mas tentar imita-la é improdutiva.
A saída é desenvolver a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, que acha que “com amigo não tem que ter estas frescuras”.

Educação enferruja por falta de uso.

E, detalhe: não é frescura.


Friday, February 05, 2016

JANELAS

Todas as janelas fechadas.

Ela sabe que há somente uma que a levará ao seu destino.

Então inicia sua busca frenética por essa nesga que a libertara.

E, desesperadamente, sem nenhum pudor vai tentando abrir as janelas.

Enfim, pára, planeja e assim acha um jeito de ir ao encontro da sua liberdade.

Sai triunfante, vitoriosa e liberta.


Vive como se não houvesse o amanhã.

Experimenta todos os sabores, vislumbra novas matizes, cheira o novo.


Enjoa, enfadonha-se e quer voltar.

Mas ela se esquece de que as janelas só abrem pelo lado de dentro.

Monday, January 25, 2016

EDUARDO RIBEIRO - SEM MEDIDA

Às vezes eu te acho certinho demais, pensamento quadradinho, sapatinho e meia.


Mas o que me alivia e é delicioso perceber que é só às vezes, tipo manias que todos temos que ter para manter o equilíbrio exigido.

Inúmeras vezes eu te vejo como uma régua quebrada, daquelas com os números desgastados pelo uso. Aquela régua que é tão nossa que a gente nem precisa de marcação para saber a medida.

Já te vi borracha de apagar, no seu momento de alento, de calmaria controlada. Mas só apaga escritas à lápis.

Já te vi caneta, escrevendo, deixando marcas, apoiadas atrás da orelha, descansando no cangote de quem quiser.

Tantas vezes te vi apontador, lapidando as pontas, quebrando outras, mas sempre auxiliando nas escritas.

Mas sabe qual é a melhor forma de te ver?
Um caderno ! 
Inúmeras folhas em branco prontas para serem preenchidas.
Um caderno daqueles com espirais grandes que para arrancar as páginas tem que fazer esforço, ou não.
Um caderno ! 
Disponível somente para quem vai utilizar para estudo, para belos escritos, para longas cartas e curtos bilhetes de amor.

Thursday, January 21, 2016

SUZY - O MEU TOM

Eis que na mais singela, tranquila e linda sensibilidade alguém chega e muda o seu tom, revira suas amarguras e traveste suas decepções rotineiras.
Alguém que chega de mansinho e diz que perdeu o fôlego, que iluminou-se com um ato seu.
Ah, sem pestanejar eu agradeço e com as pestanas já molhadas eu me recolho pra ter só em mim aquela sensação de aconchego, de orgulho do coração construído com todos os elementos que enfrentei.
Isso é carícia com palavras, gestos sutis, despretensiosos a pousar no seu âmago.
E é daí que sai de mim toda expressão, toda vontade de continuar e me aperfeiçoar.
E então veio a frase matadora, que para alguns pode soar piegas, pronta ou sem reflexão : "Obrigada por existir..."
Calou-me fundo e, mesmo sentado eu me senti de joelhos no chão, reverenciando toda obra do Criador, incluindo a dona do meu dia mais feliz.

Thursday, January 14, 2016

SÓ SAUDADE

- Ontem ouvi aquela nossa música, senti saudade de você.
- Então por que não veio aqui me ver?
- Eu disse que estava com saudade, não com vontade de te ver.

Wednesday, January 13, 2016

ESPELHO MEU

Eu te disse, várias vezes, que a vida é como um espelho. 
Ele reflete suas ações.
Mas você decidiu cobrir o espelho com um pano.
Mas os reflexos continuaram.
E um dia, na esperança de que o espelho tivesse se esquecido de como se reflete, de tanto estar encoberto, retirou o pano.
Demorou tanto para ter esse reflexo.
Percebeu que o espelho continuava refletindo.
Mas o que não existia mais era o reflexo.

DE REPENTE 51

De repente 51.. Não, não foi de repente. Foram todos, um a um construídos com a determinação que quem sempre soube o que veio fazer nesse...