Thursday, February 11, 2016

DO PÓ NÃO VIVERÁS

Ele foi se enfronhando na superficialidade.
Foi enveredando, talvez, pelo lado mais fácil da escolha.
E assim foi seguindo seus dias com a rasa tendência de quem se contenta com o pó dourado da superficialidade.
Certo de suas escolhas foi saboreando tudo o que o momento, e tão somente o momento, lhe dava.
E sem pensar em fazer planos, foi vivendo como se não houvesse o amanhã.

E sem perceber foi trilhando e deixando um legado seco de história e consequentemente um futuro sem qualquer sabor.
E sem olhar para trás não percebeu que, por  só viver o momento, não permitiu que no caminho trilhado crescesse qualquer vida.

Antes tivesse contentado-se com migalhas, que essas sim se consegue juntar, fazer bolinhos cada vez maiores, unindo-os aos outros já feitos.
Mas contentou-se com o pó que apesar de brilhante basta uma leve brisa para voar e encontrar outro que também não tem interesse na construção.

E sem dar vida à sua vida brincou de fazê-la apenas um substantivo.

No comments:

A ESSÊNCIA DA ALMA

Ela disse: -É tão mais fácil ser mau do que ser bom. A gente sofre menos. Parei e refleti, mesmo já querendo dar a minha opinião formad...