Saturday, April 22, 2017

LIBERDADE, LIBERDADE.

Por tanto querer a liberdade, resolveu voar a ermo.

Sentiu prazer em ser soberano com suas próprias asas.

Mas o voo intercalado com pequenos pousos fortuitos cansou a sua ânsia.
Cansou e tentou refazer as suas escolhas.

Mas suas asas manchadas não permitiram sua acolhida ao grupo.

Por fim percebeu que nunca bateu suas asas mas somente as chacoalhou na intenção de mostra-las como um troféu e não como um instrumento de liberdade.

No comments:

DE REPENTE 51

De repente 51.. Não, não foi de repente. Foram todos, um a um construídos com a determinação que quem sempre soube o que veio fazer nesse...