Monday, May 29, 2017

KARMA AÍ.

Pessoas vivem em condições que podemos classificá-las como situações, destino, karma, ou a forma que queiramos tratá-las.

Mas, o mais importante é que saibamos olhar tudo isso com olhos mais limpos, desprovidos de preconceitos ou com máscaras montadas pela nossa forma de encarar as coisas.

O Preconceito quando tão arraigado, torna-se mais do que um pré conceito daquela situação e passa a tornar-se o principal conceito que as pessoas tem disso ou daquilo.

Nem todo mendigo vai te pedir algo.
A cor da pela não classifica a forma de agir.
A promiscuidade não é exclusividade de nenhuma opção sexual.

Livrar-se dos preconceitos não é tolerar uma situação ou, sequer, aceitá-la.
É preciso muito mais do que o exercício em tentar entender as situações, também.
É preciso respeitar as coisas, pessoas, situações como elas realmente são vividas.

Cabeça cheia de pensamentos próprios não gera espaço para entrar coisas novas, não tem janela aberta para a luz.

A crença, em qualquer que seja a escolha, é uma direção, um comando, uma estrada de luta. Pratique-a.

E por fim: Não traga à tona aquilo que não satisfaz a sua mais íntima crença.

No comments:

LEMBRANÇA

Basta uma lembrança, esse estímulo da alma. Basta um único olhar cuidador para que tudo venha à tona. E aí percebe-se que não basta existi...